Mundo tornou-se "mais sombrio e mais instável" em 2016 - Amnistia Internacional

Foto:UN
Foto:UN

Foto:UNO mundo tornou-se em 2016 “um local mais sombrio e mais instável", devido ao agravamento de conflitos como a Síria e dos "discursos do ódio" na Europa e Estados Unidos, considerou hoje a Amnistia Internacional no seu relatório anual.

"Para milhões [de pessoas], 2016 foi um ano de implacável miséria e medo, com governos e grupos armados a atentar contra os direitos humanos numa multitude de formas. Grande parte da mais populosa cidade da Síria, Alepo, foi massacrada em ataques aéreos e batalhas nas ruas até ficar em pó", notou o secretário-geral da Amnistia Internacional (AI), Salil Shetty, nas primeiras linhas do prólogo do relatório anual da organização relativo a 2016.

mais...


Exposição "A Cidade Global" tem obras "excecionais e credíveis"

A exposição "A Cidade Global", que reconstitui o centro de Lisboa no período do Renascimento, reúne 250 peças "excecionais e credíveis", no Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), sublinhou hoje o diretor da instituição, António Filipe Pimentel.

Em declarações à agência Lusa, no final de uma conferência de imprensa sobre a exposição, que é inaugurada na quinta-feira, o diretor do museu disse estar "tranquilo quanto à credibilidade das peças", porque o MNAA "é uma casa de ciência e de investigação".

No fim de semana, o semanário Expresso publicou dois artigos nos quais os historiadores Diogo Ramada Curto e João Alves Dias levantavam dúvidas sobre a autenticidade dos quadros "A Rua Nova dos Mercadores", ponto de partida da exposição, e de "O Chafariz d´El Rei", que apresentam cenários da Lisboa do século XVI.

mais...


Comunidade luso-americana critica primeiro mês de Trump

Foto: AP
Foto: AP

Representantes da comunidade portuguesa nos EUA ouvidos pela Lusa fazem uma avaliação negativa do desempenho de Donald J. Trump no seu primeiro mês como Presidente.

"Para um Presidente que prometeu trabalhar pela unidade, não tem feito outra coisa senão dividir a nação", diz Lurdes da Silva, diretora de "O Jornal", uma publicação de Massachusetts.

A jornalista diz que "o comportamento impulsivo [de Trump] já mostrou que pode acarretar sérias consequências dentro e fora das fronteiras e, como tal, ele deveria analisar mais ponderadamente os potenciais efeitos da sua retórica e dos atos que comete."

A jornalista referia-se, por exemplo, à restrição de cidadãos de sete países de viajar para os EUA e o bloqueio temporário da vinda de refugiados, que causou medidas retaliatórias de alguns dos países.

mais...


Curta-metragem portuguesa vence em Berlim nomeação para os 'óscares' europeus

O filme ‘Os humores artificiais’, de Gabriel Abrantes, conquistou a nomeação do júri internacional do Festival de Berlim para o prémio de melhor curta-metragem europeia de 2017 nos European Film Awards, entregues no final do ano.

“’Os humores artificiais’, de Gabriel Abrantes, é o filme da Competição de Curtas do Festival de Berlim nomeado para os European Film Awards (EFA) na categoria de melhor curta europeia de 2017. O Festival de Berlim é um dos festivais que nomeiam um filme para esta categoria de um dos mais importantes prémios de cinema europeu”, referiu a distribuidora Portugal Film – Agência Internacional de Cinema Português, em comunicado.

mais...


Europa de hoje e Europa de Zweig, ambas nas mãos da Alemanha, prestes a desmoronar

A Europa de hoje, como a Europa de Stefan Zweig, está nas mãos da Alemanha e corre novamente o risco de se desmoronar, não por via de uma explosão bélica, mas de uma implosão interna, considera o sociólogo Viriato Soromenho Marques.

O professor universitário vai estar no centro de um debate subordinado ao tema “A Europa de hoje e a Europa de Zweig”, que se realiza no sábado, no âmbito do filme “Stefan Zweig – Adeus, Europa”, que se estreia a 23 de fevereiro, pelos 75 anos da morte do escritor austríaco.

Na perspetiva do professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, é possível e legítimo fazer uma analogia histórica entre a Europa dos anos 30 (antes da Segunda Guerra Mundial) e a de 2017, porque, apesar das diferenças, “há pontos de contacto preocupantes”.

Um desses pontos de contacto é que “a chave de tudo isto continua na Alemanha; o que este país fizer, vai ditar o destino da Europa”.

mais...



Secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, entrevistado pelo PORTUGAL POST

A propina é para continuar

O PORTUGAL POST entrevistou, em Lisboa, o Secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro. Nesta entrevista colocámos diversas questões que a comunidade na Alemnha gostaria de ver respondidas e esclarecidas. Cabe aos leitores o juízo e a apreciação das respostas deste membro do governo às perguntas colocadas pela jornalista Cristina Dangerfield-Vogt.

mais...

 


Revista alemã criticada por publicar imagem de Trump como terrorista

A Der Spiegel também publica um editorial em que acusa o presidente norte-americano de "tentar fazer um golpe de Estado a partir de cima", e de "estabelecer uma democracia não liberal" nos Estados Unidos.

Em reação, o diário popular Bild criticou a revista por comparar Trump aos fundamentalistas do Estado Islâmico (EI), acusando-a ainda de voltar a cair no "antiamericanismo" como em ocasiões anteriores, como foi o caso da presidência de George W. Bush.

O diário Frankfurter Allgemeine considera que a capa carece de ironia e que a analogia com os 'jihadistas' é simplista, alimentando até os diferendos que Trump tem tido com vários media.

mais...

 


I Guerra Mundial: Emigrante tem coleção de quatro mil objetos da Grande Guerra

Entre armas, uniformes, capacetes, cartucheiras e cartas de amor, são cerca de quatro mil os objetos da Primeira Guerra Mundial que Álvaro Simões Rodrigues juntou “em homenagem ao avô e a todos os soldados” que participaram na Grande Guerra.

O avô, o pescador de bacalhau Álvaro Rodrigues, foi feito prisioneiro pelos alemães em 1917, mas viria a integrar o Corpo Expedicionário Português como soldado auxiliar.

“O barco de pesca de bacalhau onde ele estava chamava-se Loanda e foi fundeado em 1917 por um submarino alemão ao largo da costa portuguesa", contou o neto, nas vésperas do centenário da chegada à Flandres, a 02 de fevereiro de 1917, dos primeiros soldados do contingente que Portugal enviou para combater em França na I Guerra Mundial.

"Foi feito prisioneiro e fugiu do barco alemão a nado porque, como era pescador de bacalhau e levava muito bacalhau para a Noruega, conhecia muito bem a costa francesa. Quando passou ao largo de Dunquerque mandou-se à água, à noite. Foi apanhado pelas tropas inglesas que o levaram para as tropas portuguesas”.

mais...


BIAL vende unidade de imunoterapia alérgica à alemã Roxall

O grupo farmacêutico BIAL anunciou hoje que vai vender à empresa alemã Roxall a sua unidade de negócio de imunoterapia alérgica, dedicada à produção e comercialização de vacinas antialérgicas e a meios de diagnóstico para alergias.

A “BIAL chegou a acordo com a empresa alemã Roxall para vender a unidade de negócio de imunoterapia alérgica, conhecida como BIAL Aristegui”, indica a empresa em comunicado.

A venda daquela unidade inclui, segundo o grupo farmacêutico, as “áreas comerciais dedicadas à alergologia em Espanha, Portugal e Itália, que, em 2016, representaram 7% da faturação global da BIAL, bem como a unidade de Inovação e Desenvolvimento e industrial de Bilbau (Espanha), envolvendo cerca de 100 colaboradores que serão integrados na empresa Roxall”.

mais...


Lusodescendentes representam “oportunidade” para Portugal - secretário Estado da Juventude

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, disse hoje, em Paris, que os jovens lusodescendentes representam uma "oportunidade" para Portugal devido à "força, dinamismo e capacidade de inovação da juventude noutros territórios".

"[Olho para] a oportunidade que representa para o nosso país, a força, o dinamismo e a capacidade de inovação da juventude noutros territórios. Falo de uma rede de contactos de parceiros alargada, não só para a nossa economia mas também para o desenvolvimento de projetos ambientais, sociais, que contribuam para uma Europa e um mundo de paz e prosperidade", declarou o governante.

João Paulo Rebelo falava na abertura da primeira edição dos "Estados Gerais da Lusodescendência", que se realizam hoje e amanhã na Maison du Portugal - André de Gouveia, e que são organizados pela associação de jovens lusodescendentes Cap Magellan, no âmbito do seu 25.º aniversário.

O secretário de Estado destacou, também, a importância da língua portuguesa, " a quinta mais falada no mundo" para promover "cada vez mais oportunidades" e lembrou que "a diáspora [portuguesa] é potencialmente bem mais jovem do que a população a viver em Portugal".

mais...


Petição sobre voto eletrónico para emigrantes será entregue dia 23 no parlamento

Uma petição que reivindica o voto eletrónico e a alteração das leis de recenseamento para os portugueses residentes no estrangeiro vai ser entregue na segunda-feira, na Assembleia da República, anunciou hoje um dos organizadores.

O vice-Presidente da Assembleia da República Jorge Lacão, o conselheiro das Comunidades Portuguesas António Cunha e o presidente do Conselho Permanente do Conselho das Comunidades Portugueses, Flávio Martins, vão estar presentes na entrega, disse à agência Lusa Paulo Costa, do grupo Migrantes Unidos, que é um dos organizadores da petição.

Paulo Costa e a ex-presidente do Centro Português de Apoio à Comunidade Lusófona Lia Matos também vão estar na entrega da petição.

Com mais de quatro mil assinaturas, a petição "vai ser obrigatoriamente discutida no plenário" da Assembleia da República, depois de um processo de consultas e audições "antes da votação daqui a alguns meses", acrescentou.

mais...


Trump:  Conselheiros da comunidade portuguesa nos EUA dizem que país continua dividido

Conselheiros da comunidade portuguesa nos EUA acreditam que a divisão a que se assistiu durante a campanha presidencial continua a marcar a sociedade americana.

"Falando com os membros da comunidade após as eleições, parece que estão muito divididos. Aqueles que apoiaram Hillary ainda apoiam Hillary, e aqueles que apoiaram Trump ainda apoiam Trump - isso não mudou", disse à Lusa Gabriel Marques, conselheiro da área de Nova Iorque.

Em Massachusetts, Paulo Martins disse que nas semanas que se seguiram à eleição os apoiantes de Hillary Clinton esperaram que Donald Trump atuasse de forma mais presidencial, mas que essa esperança desapareceu.

"Há um sentimento geral de que as coisas não vão mudar. As pessoas esperaram que algo mudasse e, ao verem que não está a acontecer, ficam desapontadas", explicou.

Essa impressão é confirmada por uma sondagem da CNN, divulgada esta semana, segundo a qual 53 por cento dos americanos acreditam que o comportamento de Trump desde o dia da eleição os deixa menos confiantes na sua capacidade de assumir a presidência.

mais...


Tertúlias regressam sexta-feira ao Martinho da Arcada, em Lisboa, com Eunice Muñoz

A atriz Eunice Muñoz inaugura na sexta-feira o ciclo de jantares-tertúlia “Rostos da Portugalidade”, no café Martinho da Arcada, em Lisboa, que até ao início de abril recebe figuras destacadas da cultura, política e sociedade portuguesa.

De acordo com o escritor Luís Machado, que organizou o ciclo de tertúlias, Eunice Muñoz é homenageada por ser “incontestavelmente uma das grandes referências da cena portuguesa, com uma invejável e brilhante carreira de atriz, que acaba de completar 75 anos de palco”.

O próximo convidado é Diogo Freitas do Amaral, a 03 de fevereiro, segue-se Cruzeiro Seixas a 17, Manuel Alegre, a 03 de março, e Elisabete Matos, a 17 de março.

As tertúlias terminam a 04 de abril, com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

mais...


Seis secretários de Estado no Reino Unido para dialogar com comunidade portuguesa

Secretária de Estado para Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino presente no encontro
Secretária de Estado para Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino presente no encontro

Seis secretários de Estado iniciam hoje no Reino Unido a segunda edição dos "Diálogos com a Comunidade", em que pretendem abordar "vários temas de interesse e preocupação" dos portugueses residentes no país.

Os "Diálogos" terão lugar, primeiro em Londres, na embaixada de Portugal, hoje à tarde, entre as 14:00 e as 20:00, e no domingo em Manchester, no consulado português, entre as 13:45 e as 19:15, com a presença dos secretários de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, dos Assuntos Europeus, Margarida Marques, dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha de Andrade, da Justiça, Helena Mesquita Ribeiro, da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, e da Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino.

mais...


Xutos & Pontapés lançam novo tema sobre cidade síria de Alepo

Foto: CBS News
Foto: CBS News

Os Xutos & Pontapés divulgaram hoje, através da rede social Facebook, uma nova canção, intitulada “Alepo”, cuja letra foi composta com frases da menina síria Bana Alabed, que descreveu no Twitter o cerco àquela cidade.

“A letra foi composta com as frases do Twitter que a Bana Alabed foi lá pondo. Surge encastrada num tema que andávamos a desenvolver, com um refrão que me invadiu os ouvidos como um grito”, pode ler-se numa mensagem assinada pelo vocalista da banda, Tim.

No refrão do tema, com créditos partilhados entre Bana Alabed, Tim e a banda, a voz do cantor chama o nome da cidade, antes de versos como “diz-me tu se fores capaz/como se canta pela paz?”.

mais...


Mulheres que lutam contra cancro da mama dão a cara por calendário solidário

Os rostos de 24 mulheres do litoral alentejano que enfrentaram com garra o cancro da mama são a cara de um calendário solidário, lançado para angariar fundos destinados à associação Missão Coragem, que apoia vítimas da doença.

O calendário "Mulheres como Nós" é um projeto "positivo" e "solidário" feito "com mulheres" e "para mulheres", que "não permitem que o cancro escreva o guião das suas vidas", descreve Ana Morais, coordenadora do núcleo de Grândola da Missão Coragem, também ela vítima da doença.

"Aos 40 anos tive a notícia de que tinha cancro da mama, foi detetado por mim, notei um caroço no peito, fiz uma ecografia, fiz uma mamografia e percebeu-se que havia necessidade de fazer uma biópsia", recorda.

mais...


Mário Soares - Livros de condolências na embaixada e consulados na Alemanha

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português deu orientações a “todos os postos” diplomáticos para abrirem livros de condolências pela morte do ex-Presidente da República Mário Soares.

Segundo a informação prestada pelo gabinete do Ministério dos Negócios Estrangeiros, os livros de condolências estarão abertos durante os três dias de luto nacional decretados pelo Governo, que começam hoje.

Também a Embaixada de Portugal em Berlim e os Consulados-Gerais de Portugal na Alemanha manifestam o seu pesar pelo falecimento do antigo Presidente da República Mário Soares e anunciam que estará aberto ao público para assinatura um livro de condolências.

Na Embaixada de Portugal em Berlim:
Nos dias 10, 11 e 12 de janeiro das 10h00 às 12h30 e 15h00 às 16h30

No Consulado Geral de Portugal em Düsseldorf:
Nos dias 10, 11 e 12 de janeiro das 09h00 às 15h00

No Consulado Geral de Portugal em Estugarda:
Nos dias 10, 11 e 12 de janeiro das 08h30 às 13h30

No Consulado Geral de Portugal em Hamburgo:
Nos dias 9 de janeiro das 10h00 às 14h00, no dia 10 de janeiro, das 12h00 às 16h00, e no dia 11 de janeiro das 10h00 às 12h00

Fotos: Lusa


Morreu Mário Soares

Mário Soares, que morreu hoje aos 92 anos, desempenhou os mais altos cargos no país e a sua vida confunde-se com a própria história da democracia portuguesa: combateu a ditadura, foi fundador do PS e Presidente da República.

Nascido a 07 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares foi fundador e primeiro líder do PS, e ministro dos Negócios Estrangeiros após a revolução do 25 de Abril de 1974

Primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, foi Soares a pedir a adesão à então Comunidade Económica Europeia (CEE), em 1977, e a assinar o respetivo tratado, em 1985. Em 1986, ganhou as eleições presidenciais e foi Presidente da República durante dois mandatos, até 1996.

 


A minha admiração pelo Portugal Post

Por Paulo Pisco

O Portugal Post é o único jornal em língua portuguesa para a nossa comunidade na Alemanha. E já existe há 24 anos, para grande benefício de todos. Ao longo do tempo foi resistindo às dificuldades, às incompreensões e até às injustiças. Mas continua ativo e dinâmico, e é isso o mais importante.

Tive a oportunidade de visitar oficialmente a redação do jornal e falar com o seu diretor, Mário Santos, no passado dia 19 de Fevereiro em Dortmund. Foi um ato de modesto reconhecimento da importância que o jornal tem para a comunidade portuguesa na Alemanha.

mais...


Luciano Caetano da Rosa e Alfredo Stoffel propõem medidas para o ensino do Portugês na Alemanha

A CPA exige do governo português que muitas medidas avulsas de vários ministérios, tomadas no sentido de difundir a língua portuguesa no mundo. sejam sistematizadas num “corpus“ de objectivos globais. Para tanto, os Ministérios da Educação, da Cultura e dos Negócios Estrangeiros e eventualmente outros Ministérios e Secretarias de Estado devem reunir sinergias a fim de juntar o que anda disperso. 

A jusante desse resultado, o governo deve criar uma unidade de missão para o ensino e difusão do português na Alemanha, como língua materna, língua segunda e língua estrangeira. Isto constituirá uma primeira fase no “design” de uma política da língua e da sua difusão.

mais..



José Luiz Peixoto feliz porque prémio Oceanos foi para romance em que fala da terra natal

O escritor José Luís Peixoto, vencedor do Oceanos - Prémio de Literatura em Língua Portuguesa, anunciado em São Paulo, Brasil, disse estar especialmente feliz por ter recebido o prémio pelo romance "Galveias".

"Foi uma enorme realização ter um reconhecimento no Brasil por um livro com o qual tenho uma relação sentimental grande, um romance no qual falo do lugar onde nasci e tento explicar este mundo", disse hoje o escritor à agência Lusa, depois do anúncio do prémio Oceanos.

Lançado no Brasil em 2015, "Galveias" decorre num Portugal rural, no qual as personagens representam tipos do Alto Alentejo e se veem envolvidos em conflitos típicos de uma sociedade do interior do país.

mais...


Partido de Angela Merkel quer revogar dupla nacionalidade aos filhos de imigrantes

A União Democrata-Cristã (CDU), da chanceler alemã Angela Merkel, pronunciou-se a favor de revogar a fórmula de concessão da dupla nacionalidade a filhos de imigrantes nascidos no país e reimplantar a obrigatoriedade de escolher uma das nacionalidades.

O congresso do partido, que está a decorrer em Essen, adotou por maioria a revogação da norma atual (aprovada em 2014 durante a grande coligação do Governo Merkel), proposta pela Juventude da União.

Esta norma afeta principalmente crianças de pais turcos, que, se a iniciativa da CDU seguir em frente, teria permissão para manter as duas nacionalidades até a maioridade e, em seguida, deve decidir por uma.

mais..


CPLP acolhe primeira instituição alemã como observador consultivo

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) anunciou hoje em Berlim a aprovação da Sociedade Alemã para os Países Africanos de Língua Portuguesa (DASP) como observador consultivo da organização, a primeira instituição alemã a alcançar esse estatuto.

"A atribuição do estatuto de observador consultivo é, ao mesmo tempo, reconhecimento, e parabenização, mas também um convite a integrar este movimento que visa trazer mais sociedade civil à CPLP, a sermos mais comunidade", disse a diretora geral da CPLP, Georgina Benrós de Mello.

Georgina Benrós Mello referiu que o trabalho de 30 anos da DASP a unir a Alemanha com os países de língua oficial portuguesa, através de eventos promovidos no país, foi a principal razão para aprofundar a relação da CPLP com a organização alemã.

mais...


Trabalhadores destacados em Osnabrück fizeram paragem de uma hora

Mais de 200 trabalhadores da Autoeuropa destacados na fábrica de Osnabrück pararam ontem, dia 28, uma hora para discutir o facto de terem recebido menos dinheiro este mês devido ao "acerto de contas" relativo ao adiantamento feito na sequência do destacamento.

Em declarações à Lusa, vários trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa que estão na fábrica de Osnabrück, na Alemanha, explicaram a situação, mas pediram para não serem identificados.

Inicialmente, contaram, estava previsto que a Autoeuropa atribuísse um benefício financeiro aos que seriam destacados para Osnabrück. Contudo, a fábrica da Alemanha decidiu fazer um contrato de destacamento internacional, segundo o qual trabalhadores em causa ficariam em pé de igualdade ('equal pay') com os colegas alemães, recebendo então um salário superior e idêntico ao dos seus congéneres.

Isto levou a Autoeuropa a alterar a situação que era de um benefício financeiro para um adiantamento, que segundo os trabalhadores deveria ser devolvido mensalmente e não de uma vez só, no mês do pagamento do subsídio de Natal. Além disso, acrescentam que estava ainda combinado que a regularização do adiantamento seria negociada "caso a caso".

 mais...


Deputado socialista quer evitar encerramento de cursos de português no Luxemburgo

O deputado socialista Paulo Pisco pediu às autoridades do Luxemburgo que não acabem com os cursos oficiais integrados de língua portuguesa em Esch-sur-Alzette a partir do ano letivo de 2017-2018.

“É com a maior surpresa que tomámos conhecimento da decisão do conselho comunal da Câmara de Esch-sur-Alzette de pôr fim a nível local aos cursos integrados em português no ensino oficial, a partir do ano letivo 2017-2018, na sequência do que infelizmente já aconteceu noutros municípios, situações que deveriam ser revertidas”, refere o deputado socialista numa carta a qual a Lusa teve acesso.

O documento foi enviado às autoridades do Luxemburgo através do embaixador luxemburguês em Portugal, Jean Jacques Welfring.

mais...

Emigrante já deu bolsas a cerca de 100 alunos da Universidade dos Açores

Um emigrante português que aos 19 anos partiu de Pombal para os Estados Unidos da América vai voltar a apoiar financeiramente alunos da Universidade dos Açores, depois de já ter ajudado cerca de uma centena de estudantes.

“Nos Estados Unidos já existem muitas bolsas que são dadas. Eu achei que aqui era mais apropriado, porque as universidades do continente têm mais força e esta está mais dispersa e é mais pequena”, afirmou hoje Armindo Louro, que criou um sistema anual de bolsas de estudo em homenagem à mulher, médica já falecida.

Armindo Louro falava aos jornalistas após a assinatura de um protocolo com a Associação Centro Cultural da Caloura, na Lagoa, ilha de São Miguel, entidade que passa a gerir as bolsas de estudo “Dr.ª Conceição Araújo Oliveira Louro para estudantes do ensino superior”.

mais...


Há 25,2 milhões de menores em risco de exclusão social na União Europeia

Cerca de 25,2 milhões de crianças e adolescentes nos 28 países da União Europeia, 26,9%, estava em 2015 em risco de pobreza ou exclusão social, segundo um estudo divulgado hoje.

O risco de pobreza ou exclusão social das crianças e adolescentes é maior no sul da Europa, atingindo um em cada três, afirma o relatório da Fundação Bertelsmann.

A estes juntam-se 4,6 milhões de jovens entre os 15 e os 24 anos (20,4%) que se encontravam sem emprego, um número superior nos países em crise.

O número de jovens sem emprego na Grécia chegou aos 49,8%, em Espanha aos 48,3% e em Itália aos 40,3%, o que coloca estes países nos lugares 28, 27 e 25, respetivamente, no índice de desemprego da UE.

Em particular, “as crianças e jovens beneficiam muito pouco da recuperação económica”, concluem os autores do índice de justiça social com que a Fundação Bertelsmann mede, desde 2008, as oportunidades nos 28 Estados membros.

Cerca de 17,3% dos jovens da UE entre os 20 e os 24 anos não estudavam nem trabalhavam, percentagem que em Itália, Grécia e Espanha chegou aos 31,1%, 26,1% e 22,2%, respetivamente.

mais...



Petição que pede voto eletrónico para emigrantes vai ser discutida na Assembleia da República

Uma petição que reivindica o voto eletrónico e a alteração das leis de recenseamento para os portugueses residentes no estrangeiro reuniu 4.000 assinaturas, o que permitirá a sua discussão em plenário da Assembleia da República, anunciaram os organizadores.

A petição "Também somos portugueses" [http://tambemsomosportugueses.org/] defende a introdução do voto eletrónico como alternativa ao voto presencial e voto por correspondência, atualmente usados para as eleições presidenciais e europeias e eleições legislativas, respetivamente.

Os promotores da petição pretendem também que o recenseamento eleitoral seja automático quando é emitido o Cartão de Cidadão ou é feita uma alteração da residência e que o recenseamento possa ser feito via postal ou pela internet.

mais...