Buscar

Passaporte português continua a ser dos mais vantajosos do mundo para viajantes

Atualizado: Jan 23

A mais recente actualização do Henley Passport Index evidencia que quem detenha o documento de viagem português tem acesso a 186 países sem necessidade de visto ou autorizações especiais


PTP

Foto: Macau Photo Agency, Unsplash

Segundo a Henley & Partners, uma prestigiada empresa de consultoria internacional, Portugal ocupa, neste primeiro trimestre de 2021, o sexto lugar, em ex aequo com França, Irlanda, Países Baixos e Suécia, do ranking de passaportes mais vantajosos do mundo para viajantes.


A classificação desenvolvida por esta consultora é feita através da avaliação dos obstáculos à circulação de pessoas entre países, designadamente pesquisando qual o número de países para que é possível viajar sem ter de apresentar um visto ou pedir um visto à chegada. O sistema de classificação baseia-se em dados da International Air Transport Association (IATA), Associação do Transporte Aéreo Internacional, que mantém a base de dados mais compreensiva e mais rigorosa mundialmente e que é reforçado pelo trabalho de investigação efectuado na própria organização.


O índice de passaportes da Henley& Partners, o Henley Passport Index, é de maior relevância nesta área e é “importante para todos aqueles que procuram fortalecer o seu nível de acesso assim como para os governos que queiram aferir e compreender o poder dos seus passaportes num contexto global”de acordo com o site da empresa.


Um titular de passaporte português pode viajar para 186 países sem requerer visto ou autorizações especiais.

O passaporte alemão, que já liderou esta avaliação, ocupa o terceiro lugar deste ranking, em ex aequo com a Coreia do Sul, sendo que os seus cidadãos podem entrar em 189 países sem visto.


Actualmente, a tabela de 199 países cujo passaporte foi avaliado e de 237 destinos é liderada pelo Japão, seguido por Singapura. Os passaportes que dão acesso a um menor número de países sem necessidade de obter visto ou outras autorizações são o afegão (26 países), iraquiano (28 países) e sírio (29).


Este índice não é o único a avaliar o acesso que os passaportes de diferentes países dão a diferentes destinos. Igualmente popular e bem considerado é o Passport Index da Arton Capital, que coloca Portugal na 4ª posição, em ex aequo com vários outros países europeus, e a Alemanha na liderança da tabela com as pontuações de mobilidade que a empresa atribui.


30 visualizações