Buscar

João Pedro Kramer: O adeus do advogado diplomata

João Luís Sousa / TPP


A notícia da morte de João Pedro Kramer, aos 57 anos, no início de Março, foi recebida com tristeza nos meios profissionais e no seu círculo de amigos. O advogado luso-alemão era licenciado em Direito pela Universidade Católica e um entusiasta pelo reforço dos laços económicos e culturais entre Portugal e a Alemanha. O domínio da língua alemã e a extensa rede de contactos davam-lhe uma visão muito própria sobre as operações de investimento e o enquadramento legal da atividade das empresas nos dois países.


João Pedro Kramer tinha uma estreita colaboração com a Fundação Adenauer, apoiando as suas atividades. Era um verdadeiro diplomata partilhando contactos, informação e conhecimento, destacando-se pelo rigor em todos os projetos que desenvolvia e nas ideias que apresentava. Uma grande parte do seu trabalho estava voltado para a comunidade e nesse âmbito foi um elemento ativo do Rotary Clube Porto-Douro.


Além da tristeza e do pesar pela sua morte prematura, devemos destacar a vontade com que sempre nutriu várias ideias para o reforço dos laços entre Portugal e Alemanha, a maioria das quais passando pela criação de redes no campo económico. Foi nesse âmbito que, nas deslocações à Alemanha ao longo dos últimos anos, promoveu um grupo informal, que ternamente designou ‘Ein Koffer in Berlin’, para a discussão de ideias e que contava com a participação de João Luís Sousa (Vida Económica), Maria de Lurdes Sousa (CGD), Maria do Rosário Bayer (advogada/dinamizadora do networking empresarial em Berlim) e Tiago Pinto Pais (7 Mares).



À notícia do falecimento de João Kramer, João Luís Sousa, director do jornal ‘Vida Económica’ referiu que, além da tristeza e do pesar pela sua morte prematura, dever-se-ia destacar a excelente colaboração que João Pedro Kramer prestou ao jornal sob sua alçada. Recordou que o advogado luso-alemão organizou vários visitas de jovens magistrados alemães à Vida Económica, contribuindo para a partilha troca de informação na vertente jurídica. Com a sua ligação à CDU forneceu também os contactos que permitiram à Vida Económica preparar entrevistas a políticos alemães de primeiro plano como o ex-ministro da Economia Stefan Kampeter e o deputado Joachim Pfeiffer. Pelo enorme contributo que deu à aproximação entre Portugal e Alemanha, partida de João Pedro Kramer deixa um vazio que dificilmente será preenchido e uma dívida de gratidão que nunca conseguiremos saldar, concluiu.


Maria de Lurdes Sousa avançou ao PT Post que foi com grande tristeza que tomou conhecimento da morte prematura do João Kramer , referindo que “perdemos um amigo que fazia tão bem a ponte entre Portugal e Alemanha. Além de advogado experiente, o João era uma pessoa curiosa e interessada e que procurava estar sempre disponível para ouvir os outros e contribuir para o fortalecimento dos laços entre a comunidade portuguesa e a alemã especialmente na dimensão cultural e política. Deixa-nos muitas saudades”.


Por sua vez, Maria do Rosário Bayer, refere-se a João Kramer como “ilustre colega e brilhante networker nas relações luso-alemãs”, comentando que “foi com grande pesar que tomei conhecimento do falecimento do Dr. João Kramer. Mais partilhou que “O Dr. João Kramer era uma personalidade com um percurso de vida vocacionado para o fortalecimento das relações luso-alemãs, quer na sua vertente profissional, como reconhecido jurista, quer na vertente política, económica e social. O Dr. João Kramer era um grande impulsionador de encontros de networking empresarial luso-alemão, uma personalidade com marcada presença nas relações entre estes dois países, a quem muito temos a agradecer. Sendo absolutamente bilingue nestes dois idiomas, abraçava essa causa com manifesto prazer, o que era realçado pelo seu espírito positivo e sorridente. Deixa um grande vazio a preencher”. “Permanece a mágoa da perda de um amigo! Descansa em paz João!”, rematou.


23 visualizações