Buscar

Cantor português da Renânia do Norte-Vestefália participou no Got Talent Portugal

David Coimbra, “Rei da Desgarrada na Alemanha”


António Horta

David Coimbra, o “Rei da Desgarrada na Alemanha“, participou no programa televisivo Got Talent Portugal, que conta com uma grande audiência no país, a convite do grupo “Coração do Minhoto“. O grupo passou à próxima fase do concurso, tendo recebido quatro ‘Sim’ dos jurados.


Liliana Oliveira é a cara à frente do grupo “Coração Minhoto”. A jovem de 28 anos, natural de Guimarães, juntou-se ao projeto em 2014, a convite do cunhado, fundador do grupo. Em 2016 assumiu a gestão do projeto, tendo reformulado a banda, que hoje conta com oito elementos: baterista, baixista, teclista, guitarrista, concertista, uma cantadeira e um cantador, os quais também tocam concertina, e a própria Liliana, que resume o seu papel como aquela que “apenas canta, dança e alegra a rapaziada”..


Liliana Oliveira é uma cara bem conhecida no mundo da desgarrada nas romarias no norte de Portugal, acompanhada pelo irmão João Oliveira, um mestre da concertina, instrumento que toca desde os oito anos de idade. David Coimbra é um amigo dela, com quem tem tido actuações em Portugal, na Alemanha e países vizinhos.


PT Post Como surgiu a ideia de participarem no programa Got Talent Portugal?


Liliana Oliveira A produção do Got Talent, para além das inscrições feitas, procura também identificar alguns talentos através de vídeos que encontram na internet, ou através de recomendações de amigos. No nosso caso, alguém da equipa de produção encontrou um vídeo meu e deixou-me uma mensagem a perguntar se eu quereria participar no programa. Eu fiquei entusiasmada com a ideia e aceitei, especialmente sendo inédita a presença de cantares ao desafio no Got Talent Portugal: eu poderia ir lá com banda completa, mas achei que não levaria nada de novo ao fazê-lo; mas, com a desgarrada, sim é algo inédito.


PTP Conheces tantos cantadores do desafio, porquê o convite ao David Coimbra?


LO Após o convite ter sido confirmado pela produção do Got Talent, comecei a pensar quem levaria comigo. Convidei o David Coimbra por ser alguém por quem tenho muito orgulho: embora tendo nascido, crescido e viver na Alemanha, fala e canta tão bem, ou melhor, em português do que muitos portugueses em Portugal.


Falei com ele e também ficou bastante entusiasmado com o projecto e aceitou prontamente o convite. Para mim, como grande defensora desta linda tradição dos “Cantares á desgarrada” que sou, é um grande prazer mostrar que o David Coimbra, nascido e criado num país estrangeiro, é um exemplo e motivo de orgulho para a nova geração de filhos de emigrantes, por falar a nossa língua e por manter as nossas tradições vivas, mesmo vivendo longe de nós.


PTP Quais são os vossos objetivos com a participação neste programa?


LO O objectivo é enaltecer os cantares ao desafio, de forma elegante, para que se retire o estereótipo de que só velhos, que bebem uns canecos, é que sabem cantar à desgarrada. Queremos também honrar a nossa língua, a língua portuguesa, e, principalmente, incentivar os nossos queridos emigrantes para que eduquem os filhos a falá-la em casa, dado que a maioria dos jovens que têm pais que emigraram, hoje em dia, não falam a língua deles. Eu como vou muitas vezes actuar junto às comunidades, sinto que a juventude gosta de nos ouvir, mas muitos deles não entendem nada do que dizemos.

PTP Qual foi a sensação de actuarem frente ao júri do Got Talent Portugal e de com quatro “Sim” terem passado directamente à primeira Gala?


LO Depois de termos alinhado tudo na nossa cabeça, chegou o dia da audição, e eu não podia estar mais feliz com equipa que escolhi para levar comigo. O meu irmão é o meu braço direito, na vida e na música, e o David, tal como nós, é jovem, quer divertir-se e levar alegria às nossas gentes. Por isso, nesse dia, estávamos imensamente felizes, orgulhosos, com vontade de fazer boa figura e, acima de tudo honrar, os cantares ao desafio, como tantos amigos e colegas de estrada o fazem: nós apoiamos e aplaudimos todos os que fazem por fazer brilhar esta arte. Desejamos receber o apoio do nosso querido público, é certo, mas também dos nossos colegas de estrada, que queremos que tenham orgulho em nós por estarmos a fazer história na arte da desgarrada. O facto de termos passado das audições às galas deixou-nos radiantes e muito orgulhosos, e obviamente, queremos agarrar esta enorme oportunidade e faremos tudo para brilhar nas galas. Temos preparada uma performance diferente, porque temos de diversificar para não soar a mais do mesmo, os jurados não gostam disso. Estamos, então, a preparar algo, bom, que irá surpreender os jurados e o público em casa. O nosso talento é o improviso e iremos fazer os possíveis para chegar à final com este nosso dom, mas sempre com actuações diferentes.


PTP Queres deixar uma palavra aos amantes desta tradicão minhota, bem Portuguesa, e a todos os que vos apoiam?


LO O nosso público tem sido incansável, temos recebido imenso carinho e apoio. E isso é que é essencial e agradecemos do fundo do coração. Aproveito para pedir a todos que votem em nós, na gala em directo dia 4 de Julho após o telejornal. Só com os vossos votos é que conseguiremos chegar à final. Em troca, prometemos dar o nosso melhor para honrar esta arte e, acima de tudo, para divertir quem nos ouve: é de alegria que precisamos perante os tempos que vivemos!





20 visualizações