Buscar

Berta Nunes quer os conselheiros das comunidades nos conselhos consultivos dos consulados

Lusa


A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas afirmou que há vontade para que os Conselheiros das Comunidades Portuguesas estejam “obrigatoriamente nos Conselhos Consultivos dos Consulados”, argumentando que “o primeiro interlocutor dos Conselheiros” devem ser “os interlocutores locais”.


“Posso dizer que, para nós, o Conselho consultivo é um órgão importante. É um órgão eleito. Por isso também propusemos que os Conselheiros estejam obrigatoriamente nos Conselhos Consultivos dos Consulados, porque o primeiro interlocutor dos Conselheiros, que representam as Comunidades, devem ser os interlocutores locais: os Cônsules, eventualmente os Embaixadores, quando for o caso, e também, depois, a Secretaria de Estado das Comunidades”, defendeu Berta Nunes.


Esta medida entra em vigor a 1 de setembro, com a entrada em vigor do novo Regulamento Consular já aprovado pelo Governo.


A Secretária de Estado, que falava no final da sessão de encerramento da reunião anual de três comissões temáticas do Conselho das Comunidades Portuguesas, em Lisboa, fez um balanço “muito positivo” dos dois dias com os vários grupos de trabalho.


0 visualização