Buscar

Açorda Alentejana feita pelo Compadre Toni


Compadre Toni

A açorda é o prato mais típico do Alentejo, “Coentros e alhos e água a ferver,dá pouco trabalho e é fácil fazer“ assim é o refrão dessa cantiga alentejana que lhe foi dedicada


A açorda como as migas ou sopas de tomate resultam de antigamente, as pessoas terem que fazer o proprio pãp, isso de padeiros e padarias são modernices. As pessoas amassavam e coziam o pão em fornos de lenha comunitários, que existiam nas aldeias. Os residentes ou o regedor da freguesia estipulavam em que dia uma ou outra familia ia fazer a sua fornada de pão para os proximos 7 dias, assim era por exemplo na aldeia onde nasci e a minha mãe fazia o pão.


Quando o pão saia do forno apanhava-mos uma barrigada de pão fresco, conforme os dias iam passando o pão ia ficando duro e faziam-se torradas nas brasas da lareira ou se fazia a famosa açorda, sopas de tomate ou as migas


Fazer uma açorda é muito mais que o refrão da cantiga acima mencionada diz, fazer uma açorda é em si uma celebração, um regresso ás raízes e um regresso ao passado.


Começa-se por pensar como se vai fazer a açorda, se é com coentros, se é com poejos, se se faz com bacalhau, com amêjoas, com conquilhas, com berbigão, se leva batatas, se leva grãos, ou apenas com ovos escalfados e por fim o que é que a vai acompanhar? carapaus fritos, sardinhas assadas, pescada, azeitonas pisadas, rábano … e uns baguinhos de uvas ou uns figos frescos a acompanhar tambem é uma explosão de sabores que faz lembrar o filme de desenhos animados do Ratatui, quando mostra o rato com aquela explosão de sabores nas papilas gustativas.


A base da açorda em si é: azeite, alhos, coentros, sal grosso,e pão duro, assim era antigamente feita porque de resto peixe e bivalves era só para ricos, hoje em dia temos essa possibilidade e a água da cozedura dos bivalves dá um gosto especial á açorda.


Então vamos lá fazer a açorda básica, o acompanhamento é a seu gosto: Compre coentros frescos, melhor ainda é se tiver no quintal, quanto mais frescos melhor, descaque os dentes de alhos necessários e coloque tudo num recipiente, de preferencia de barro ou outra louça , adicione um pouco de sal grosso, pise tudo bem pisado com o pisa alhos ( eu tenho um que meu pai fez em 1970 de madeira de figueira) até ficar tudo bem pisado.


Deite a agua necessária a ferver e mexa bem com uma colher, de seguida com uma fatia do pão duro que cortou previamente, prove se está boa de sal, em caso necessário adicione, ou agua ou sal.


Na água que ferveu, escalfou-se os ovos necessários, agora basta meter as fatias de pão duro dentro do alguidar e cada um serve-se a seu gosto, uns gostam do pão mais mole, outros dele mais duro. Nunca se coloca grande quantidade de sopas, vai-se colocando conforme se vai comendo.


(na Alemanha não é facil encontrar pão proprio, se não tiver padaria portuguesa por perto tente fazer com pão branco tipo francês, algumas padarias alemãs vendem, mas não utilize o baguete)


Bom apetite !

Abraço do Compadre Toni



0 visualização