Autoridades investigam se explosões ao autocarro  do Dortmund são ataque islamista

Foto:DPA
Foto:DPA

As autoridades alemãs estão a investigar se as três explosões que atingiram um autocarro do Borussia Dortmund ontem, terça-feira, são um ataque do terrorismo islâmico, informaram hoje o jornal Süddeutsche Zeitung e as emissoras NDR e WDR.

No local das explosões foi encontrado uma carta que começa com as palavras "Em nome de Alá, o misericordioso, o piedoso". O texto também afirma que aviões alemães estão a ser utilizados para matar muçulmanos nas "terras do califado", em alusão ao território ocupado pela milícia jihadista "Estado Islâmico" na Síria. A carta não está assinada.

O ministério público de Dortmund, não comentou as informações porque as investigações ainda estão decorrer, confirmando, no entanto, uma encontrada uma carta, cuja autenticidade está a ser verificada. As investigações não descartam nenhuma hipótese, acrescentou. A polícia considera que se trata de um ataque planeado contra o autocarro do Dortmund e fala em tentativa de assassinato.

Já a agência de notícias DPA noticiou que as autoridades verificam também um segundo texto, com termos típicos da cena radical de esquerda anti-fascista, que afirma que o autocarro foi atacado por ser um "símbolo da política do Borussia Dortmund". O clube não estaria a empenhar-se o suficiente contra o racismo, o nazismo e o populismo de direita, afirma o texto, segundo a DPA. O texto teria sido divulgado em sites de internet.

A Procuradoria-Geral da República da Alemanha comunicou entretanto que assumiu o caso, e as investigações estão sendo conduzidas pelo Departamento Federal de Investigações (BKA). A polícia de Dortmund continua a procurar pistas nas proximidades do local das explosões e no autocarro.

PP com agências