Homens vítimas de violência doméstica são muitas vezes humilhados quando denunciam situação

A procuradora da República Fernanda Alves afirmou hoje que os homens vítimas de violência doméstica que decidem denunciar a situação são muitas vezes “desacreditados e humilhados” por familiares, amigos e até por instituições judiciais e policiais.

“Apesar das mulheres sofrerem maiores taxas de violência doméstica, os homens também são vítimas deste crime”, afirmou a coordenadora da 7.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa no seminário "Os novos desafios de combate à violência doméstica e de género", promovido pelo DIAP.

Fernanda Alves sublinhou que “as mulheres também cometem violência doméstica” e os homens, tal como as mulheres vítimas deste fenómeno, também sofrem “comportamentos de controlo” e são alvos de agressões físicas, algumas com consequências graves, e psicológicas.

mais...

Paula Rego espera que inéditos sensibilizem para "doença horrível" que é a depressão

A pintora portuguesa Paula Rego espera que os quadros que realizou quando sofria de depressão, e que vão ser expostos pela primeira vez em público a partir de hoje em Londres, sirvam para sensibilizar para essa "doença horrível".

A exposição na galeria Marlborough Fine Art, "Depression Series" [Série da Depressão], foi organizada para coincidir com um documentário sobre a vida e obra de Paula Rego, realizado pelo filho Nick Willing.

mais..

Costa responde a Schäuble: "Contra factos não há argumentos

Foto: AFP
Foto: AFP

O primeiro-ministro respondeu com dados económicos positivos da economia portuguesa, salientando que "contra factos não há argumentos", depois de o ministro das Finanças alemão ter dito que Portugal se deve certificar da necessidade de um novo resgate.

"Os números são simples: 2,1% de défice, o melhor em 42 anos de democracia, 2% de saldo primário positivo, diminuição de um ponto da dívida líquida, estabilização da dívida bruta e começo da redução, estabilização do sistema financeiro, criação de 118 mil postos de trabalho líquidos. Estes são os números. E contra factos não há argumentos", declarou António Costa.

mais..

Mezze lembra mesa, mesa lembra comida, mas Mezze pode traduzir-se por petiscos. Foi o nome escolhido para um projeto de "inclusão e integração", sobretudo de mulheres e jovens refugiados sírios acolhidos em Portugal, que vão agora gerir um restaurante.

As “mãos carregadas de histórias e de muita esperança numa nova vida” vão dar ‘corpo e alma’ ao restaurante, em Lisboa, o primeiro em Portugal completamente gerido por um grupo de refugiados sírios, sob orientação da Associação Pão a Pão.

O projeto está a ganhar forma “desde há um ano”, contou à Lusa Francisca Gorjão Henriques, da associação, explicando que os 15 mil euros para o pontapé de saída estão quase a ser angariados através da campanha de ‘crowdfunding’ a decorrer na internet (em https://ppl.com.pt/pt/fundacao-edp/restaurante-refugiados).

A ideia, explicou, é montar um restaurante para “integrar refugiados do Médio Oriente, no qual sobretudo mulheres e jovens vão trabalhar e colocar em prática as competências que já trazem, pois muitos deles já sabem cozinhar”.

Lusa

Primeira edição de festival de jazz português em Berlim abre hoje com Marco Santos

A primeira edição do Festival JAZZ`aqui, dedicado ao jazz português e que inclui concertos e uma conferência, decorre entre hoje e sábado, em Berlim, e abre com um concerto do percussionista Marco Santos.

O festival irá decorrer no Kunstfabrik Scholt e, no concerto de abertura, o percussionista Marco Santos estará acompanhado por Diogo Duque, no trompete, e João Frade, no acordeão, de acordo com o programa divulgado pela organização, a Associação para promoção do Jazz Português.

Para sexta-feira estão marcadas as atuações do baterista Rui Faustino e dos Slow is Possible - João Clemente (guitarra), Duarte Fonseca (bateria), Ricardo Sousa (contrabaixo), Nuno Santos Dias (piano), Bruno Figueira (saxofone) e André Pontífice (violoncelo).

mais...

"Sopa dos Pobres" centenária apoia 400 pessoas por dia , algumas há mais de 20 anos

A “Sopa dos Pobres” comemora este mês 100 anos, ao longo dos quais acompanhou as transformações dos problemas sociais e diversificou as respostas aos mais desfavorecidos de Lisboa, apoiando atualmente cerca de 400 pessoas por dia.

Também conhecida como a “Sopa do Sidónio” e “Refeitório dos Anjos”, a “Sopa dos Pobres”, que começou por oferecer refeições aos pobres da cidade, é hoje o Centro de Apoio Social dos Anjos (CASA) e presta vários tipos de ajuda a sem-abrigo e a pessoas sem morada fixa, algumas das quais há 20 anos.

mais...

Deputado eleito pela Europa, Paulo Pisco, elogia recenseamento automático de portugueses no estrangeiro

O deputado socialista Paulo Pisco, eleito pelo círculo da Europa, considerou hoje “uma verdadeira revolução” a aprovação pelo Governo do recenseamento automático para os portugueses residentes no estrangeiro.

Num comunicado, o deputado considerou que a decisão, tomada na quinta-feira pelo Conselho de Ministros, “é da maior importância para as Comunidades Portuguesas e tem um enorme significado político, pois consagra a igualdade entre os portugueses residentes no país e os que vivem no estrangeiro em matéria de recenseamento eleitoral”.

De acordo com o deputado, “passará a haver mais cerca de um milhão de inscritos nos cadernos eleitorais”.

mais...

Há dez santos portugueses

São Teotónio (1082-1162)
São Teotónio (1082-1162)

São Teotónio (1082-1162) é o primeiro de uma lista de pouco mais de dez santos nascidos em Portugal, a que se juntará, a 13 de Maio, os dois pastorinhos de Fátima Jacinta e Francisco.

O santo português de canonização mais recente é o padre português Ambrósio Francisco Ferro, a 23 de março, no mesmo dia em que foi reconhecido pelo Vaticano o “milagre” que permitirá aos pastorinhos Jacinta e Francisca tornarem-se santos.

S. Teotónio (1082-1162) foi o primeiro prior do mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, e aliado do rei D. Afonso Henriques, atualmente é padroeiro da cidade e diocese de Viseu. O padre português Ambrósio Francisco Ferro morreu em junho de 1645 durante perseguições pelas tropas holandesas no contexto das Guerras da Restauração, no Brasil.

Da lista fazem parte, entre outros, S. Nuno de Santa Maria (1360-1431), mais conhecido como Santo Condestável, canonizado por Bento XVI em abril de 2009.

mais...

Lançamento público da Plataforma Digital da FAD – www.fadiaspora.com

Realizou-se no dia 19 de Abril de 2017, no Ministério dos Negócios Estrangeiros, o lançamento público da Plataforma Digital da Federação das Associações da Diáspora. Foi neste dia dado o “clique”, que lançou para o ar esta Plataforma Digital, pela mão do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. José Luís Carneiro, o Presidente da Direção da FAD, Dr. Manuel Bettencourt e o Presidente da Assembleia Geral da FAD, prof. José Ernesto.

Este momento é carregado de enorme simbolismo para a FAD, pois, é o seu primeiro grande desafio, após a tomada de posse dos seus órgãos sociais, que acaba de ser alcançado com sucesso, estando desta forma uma ferramenta ao dispor das associações da Diáspora.

mais..

8 Autores de Língua Portuguesa na Feira do Livro de Leipzig 23 a 26 de março

A Feira de Leipzig é, paralelamente à Feira do Livro de Frankfurt, uma das mais importantes feiras do livro do mundo, com uma componente mais vincada de abertura ao público sem o foco exclusivo na componente negócio. Paralelamente à Feira decorre o evento Leipzig Lê, onde se realizam cerca de 3000 leituras em espaços diversos daquela cidade.

 Nas palavras de Hélia Correia que o ano passado integrou a delegação de autores que ali se deslocaram: “É uma Feira do Autor”.

 Portugal terá um stand que pretende ser um espaço agregador, de comunicação com o público e meio especializado alemão.

mais...

LIVROS ||  “DOM DINIS - A QUEM CHAMARAM O LAVRADOR”, DE CRISTINA TORRÃO,  DISPONÍVEL EM E-BOOK

Foi no passado dia 24 de Fevereiro editado em eBook o livro “Dom Dinis - a quem chamaram o Lavrador”, da autoria de Cristina Torrão. O livro digital, que poderá ser adquirido na Leyaonline bem como nas livrarias online associadas, é uma reedição revista e melhorada da versão em papel, editada em 2010 pela Editora Ésquilo. O texto foi devidamente trabalhado, de forma a dar mais realce ao enredo do que aos factos históricos, que podem tornar fastidiosa a leitura de um romance histórico.

mais...


Um momento para a história. Esquerda vota pela primeira vez em bloco orçamento de Estado para 2016, em Lisboa, 23 de fevereiro de 2016. Foto: Manuel Almeida, Lusa


Papa Francisco visita Auschwitz no final de julho

O papa Francisco vai visitar o antigo campo de concentração alemão de Auschwitz-Birkenau, no âmbito das Jornadas Mundiais da Juventude, que se realizam em Cracóvia no final de julho e que serão presididas pelo pontífice.

De acordo com o programa preliminar, no terceiro dia da sua visita à Polónia, Francisco deverá viajar até para Auschwitz, no sul do país, a 29 de julho, disse o presidente da agência de informação católica KAI, Marcin Przeciszewski.

Esta não é a primeira vez que um papa visita Auschwitz: João Paulo II visitou em 1979 o antigo campo, símbolo do Holocausto dos judeus da Europa, e Bento XVI também o fez em 2006.

mais...


Telmo Pires apresenta novo álbum, "Ser fado", em Berlim

O fadista Telmo Pires apresenta o seu novo álbum, “Ser fado”, hoje sábado, na igreja do Apóstolo Paulo, em Berlim, anunciou a sua produtora.

“Ser fado”, editado em fevereiro último, é produzido pelo músico Davide Zaccaria, e é constituído por 12 temas, quatro deles assinados por Telmo Pires, alguns inéditos, nomeadamente “Fado fantasma”, um poema de Nuno Miguel Guedes interpretado na melodia do fado Triplicado, de José Marques, e ainda um tema de António Variações, “Ao passar por Braga abaixo”, e a recriação de repertório de Amália Rodrigues, como “As mãos que trago”, de Cecília Meirelles, com música de Alain Oulman.

mais...


Um testemunho de quem assistiu à sua chegada

O milionésimo “Gastarbeiter”, Armando Rodrigues de Sá, chegou há 52 anos  

Era em 1964 e eu trabalhava como secretária (a bem dizer como técnica, secretária e criada para todo o serviço emergente) no Consulado Honorário de Portugal em Colónia. Este Consulado estava sob a supervisão do Consulado Geral de Portugal em Düsseldorf. O Senhor Cônsul era um dos irmãos Mauser, de uma empresa que, em tempos, era conhecida pelas suas espingardas de caça e militares, mas que, entretanto, já fabricava outros produtos mais procurados. Era o meu primeiro e, praticamente, único trabalho dependente digno de menção da minha vida profissional.

Naquela altura era nova, inexperiente, ingénua e tímida apesar do diploma universitário (Diplom-Übersetzerin) que já possuia. Qualquer dia chegou a notícia ao Consulado que o milionésimo “Gastarbeiter” (ou seja: “trabalhador convidado”) estava para chegar à Alemanha e que seria um português. Alguém tinha a ideia que o Consulado Português deveria estar presente na sua chegada para o receber.

mais...


A propósito da visita à Alemanha do Secretário de Estado das Comunidade de 21 a 24 de Março

Há muito para fazer || Texto de Manuel Campos

Na altura em que um novo Secretário de Estado das Comunidades inicia as suas funções, sentimo-nos dispostos a fazer uma curta reflexão sobre o futuro das suas actividades, do que esperamos das próprias comunidades e dos parâmetros que podem ou devem orientar a política para a emigração.

 Lembramos que não existe uma emigração portuguesa. Esta diferencia-se em cada uma das Comunidades Emigrantes existentes, de acordo com as leis, usos e costumes, bem como com a  sociedade – leia-se pessoas – onde elas estão mais ou menos inseridas. O ponto central porém é a sua – das sociedades de acolhimento e das comunidades emigrantes – disponibilidade de aceitação, de integração e de assimilação, bem como das concepções legais que aquela oferece a estas. Isso significa que a política para emigrantes não pode ser feita só de Portugal para fora, mas que deve ser formatizada e acompanhada também nos países de residência das nossas comunidades. 

mais...


Início do Correntes d’Escritas com declamação de poesia nas ruas da Póvoa de Varzim

A 17.ª edição do Correntes d'Escritas, encontro de escritores de expressão ibérica, arrancou hoje na Póvoa de Varzim, com uma sessão de declamação de poesia pelas ruas e estabelecimentos comerciais da cidade.

Os autores Isaque Ferreira, João Rios e Rui Spranger deram início a mais uma edição deste certame literário, que decorre na Póvoa de Varzim até sábado, levando de forma inusitada a poesia à população.

"Há três anos que trazemos a poesia às pessoas e a adesão é sempre muito intensa e inesperada porque na verdade as pessoas ouvem falar do programa, mas não estão a aguardar que pela rua cheguem versos de vozes indistintas e as coisas às vezes são surpreendentes", contou Isaque Ferreira.

mais...


Balada de um batráquio", "curta" de Leonor Teles, vence Urso de Ouro em Berlim 

A realizadora Leonor Teles venceu o Urso de Ouro da competição de curtas-metragens, do Festival Internacional de Cinema de Berlim, pelo filme "Balada de um Batráquio".

A 'curta' expõe comportamentos xenófobos, em relação a membros da etnia cigana, em Portugal, e tenta combatê-los.

A 'curta' aborda a prática comum em Portugal do uso de sapos de cerâmica, por parte de lojistas e proprietários de cafés e restaurantes, de forma a evitarem a entrada nesses estabelecimentos de membros da comunidade cigana, que têm várias superstições ligadas ao animal.

mais...


Filme "Cartas de guerra", de Ivo Ferreira, tem estreia mundial hoje em Berlim

O filme "Cartas de guerra", de Ivo M. Ferreira, construído a partir da correspondência do escritor António Lobo Antunes, durante a guerra colonial, tem estreia mundial, hoje, no Festival de Cinema de Berlim, integrado na competição internacional.

A longa-metragem baseia-se no livro "D’este viver aqui neste papel descripto - Cartas de guerra", editado em 2005 pelas filhas do escritor Maria José e Joana Lobo Antunes, com as cartas que António Lobo Antunes escreveu à primeira mulher, Maria José, no tempo em que foi destacado pelo exército, como médico, durante a guerra colonial em Angola, de 1971 a 1973.

mais...


Costa regressa domingo a Berlim. Desta vez para apoiar cinema português

Esta segunda deslocação à capital alemã, de acordo com o gabinete do primeiro-ministro, terá apenas um caráter cultural e relaciona-se com a presença de oito filmes nacionais - três dos quais em competição oficial pelo Urso de Ouro - no 66.º festival de cinema de Berlim.

De acordo com uma nota do executivo, na participação nacional neste Festival de Berlim, verifica-se uma situação considerada "inédita".

"Apesar de haver países com mais obras em exibição (casos do Estados Unidos, Alemanha, França e China), no que toca a países da dimensão de Portugal, não há paralelo em termos de comparação de presença: Oito filmes em exibição, três filmes em competição, sendo uma longa-metragem e duas curtas-metragens. É a maior participação de sempre na 'Berlinale' e demonstra o atual dinamismo do sector português do cinema", sustenta-se na mesma nota.

No documento divulgado pelo Governo, ao qual a agência Lusa teve acesso, refere-se ainda que a longa-metragem em competição, Cartas da Guerra, a que assistirão António Costa e João Soares, '"pode ganhar o Urso de Ouro".

mais...


Presença portuguesa no festival de Berlim é sinal de qualidade e persistência 

A presença, inédita, de quase uma dezena de filmes portugueses no Festival de Cinema de Berlim é um sinal da qualidade e persistência de produtores e realizadores, disse à agência Lusa Ana Isabel Strindberg, da agência Portugal Film.

O 66.º festival de Berlim começa na quinta-feira e contará com oito filmes de produção portuguesa, três dos quais na competição oficial pelo Urso de Ouro: a longa-metragem "Cartas de guerra", de Ivo Ferreira, e as curtas-metragens "Balada de um batráquio", de Leonor Teles, e "Freud und Friends", de Gabriel Abrantes.

Para Ana Isabel Strindberg, da Portugal Film - a agência de internacionalização do cinema português -, a presença de tantos filmes em Berlim significa que os produtores e realizadores portugueses "persistem e acreditam no que têm em mãos".

mais...


Acidente  ferroviário na Alemanha causa nove mortes

Pelo menos nove pessoas morreram e mais de cem ficaram feridas em uma colisão de dois comboios no sul da Baviera, perto da fronteira com a Áustria.

De acordo com o mais recente boletim da polícia, entre os feridos há 18 em estado grave e mais 90 com ferimentos leves. Entre os mortos estão os dois maquinistas, afirmou a polícia. Há pelo menos duas pessoas  desaparecidas.

O local da colisão fica perto de uma barragem e é de difícil acesso, o que dificultou o resgate. Os trilhos ficam ao lado de um canal e não há acesso para automóveis. Por isso, os feridos precisaram ser retirados por helicópteros.

Foto: DPA

 


António Costa visita Angela Merkel em Berlim

O primeiro-ministro encontra-se hoje com a chanceler alemã, em Berlim, numa sexta-feira em que, em Lisboa, é entregue a proposta de Orçamento do Estado no Parlamento e, em Bruxelas, o executivo europeu analisa as contas portuguesas.

Na capital alemã, o dia de chefe do executivo, António Costa, inicia-se com uma visita à Feira de Agricultura, Fruit Logistica 2016, seguindo-se uma deslocação à Chancelaria Federal, onde decorrerá um almoço de trabalho com Angela Merkel.

Os governantes deverão tratar assuntos que marcam a agenda da União Europeia como a crise dos refugiados, incluindo as discussões sobre fronteiras e o espaço Schengen, além do referendo sobre a permanência do Reino Unido (Brexit) entre os 28 Estados-membros.

mais...


Alemanha aprova medidas que tornam país menos atrativo para migrantes

O governo da Alemanha aprovou um conjunto de medidas, entre elas a redução de benefícios sociais, que pretendem tornar aquele país menos atrativo para os migrantes económicos.

O projeto-lei, aprovado hoje em Conselho de Ministros e que será agora submetido ao Parlamento, foi acordado na semana passada após meses de negociações no seio da coligação governamental alemã composta pelos conservadores da União Democrata-Cristã (CDU), força política da chanceler Angela Merkel, pelos sociais-democratas do SPD e pela CSU da Baviera.

Algumas das medidas foram divulgadas por Berlim na semana passada.

Foi o caso da decisão de classificar a Argélia, Marrocos e a Tunísia como países de origem “seguros”, classificação que facilita a rejeição de pedidos de asilo de pessoas daí provenientes.

mais...

Mezze, o primeiro restaurante gerido por refugiados sírios