Urinar de pé é um direito dos homens, decide tribunal alemão

Um tribunal alemão decidiu nesta que urinar de pé é um direito que assiste aos homens. Isto depois de o proprietário de um prédio ter retido parte de um depósito de três mil euros a um inquilino, alegando que este lhe tinha estragado parte do chão de mármore da casa de banho com urina, porque urinava de pé e não sentado.

O juiz julgou a favor do inquilino, numa matéria que não é propriamente uma brincadeira na Alemanha, onde algumas casas de banho públicas têm letreiros tipo sinal de trânsito a proibir urinar de pé.

Por outro lado, há também um termo depreciativo para os homens se se sentam para urinar - Sitzpinkler – o que significa ter um comportamento pouco masculino.

O juiz Stefan Hank, da cidade de Düsseldorf, alegou que os homens não podem ser acusados de danos colaterais causados por urinarem de pé. E, embora reconheça que hoje há mais homens a urinarem sentados, fazê-lo de pé é um acto mais generalizado.